Matemática é exata só na escola! Quando 1=1 é mais que 2…
10 de março de 2017
Exibir tudo

PORQUE É TÃO  IMPORTANTE  PROCURARMOS PESSOAS AFINS

Biologia é o estudo da vida, e eu traço um paralelo com os relacionamentos: estudar o modo de vida, as afinidades e rotinas de cada casal parece ter uma relação direta com estabilidade da relação. Conforme eu coloquei no ultimo post (química) acho que sem atração e química o relacionamento não tem chances. Mas também precisamos ver as afinidades emocional, intelectual e afetiva , que são os pilares do relacionamento (quimicamente positivo,rs).

A afinidade emocional é o senso de belo e de prazer; o que consideramos divertido e elegante. A afinidade intelectual é como raciocinamos, como processamos as informações e experiencias em  aprendizados. E por último a afinidade afetiva diz respeito às nossas necessidades psicológicas e a tudo aquilo que precisamos para nos sentirmos equilibrados, seguros e confortáveis.

Na maioria das vezes nos aproximamos das pessoas que apresentam afinidade emocional pois no começo da relação não nos preocupamos muito com questões mais profundas e práticas. Muitas vezes, deixamos de conhecer melhor uma pessoa com extrema afinidade afetiva pois emocionalmente ela não nos parece tão similar ou atraente.Como afirma Aílton Amélio, os opostos se atraem, mas são os semelhantes que dão certo.

 FOCO :Buscar as afinidades e encontrar o caminho do equilíbrio para harmonizar o relacionamento

 

 CASO 1: Maria, a aventureira e  João, o inseguro.

 FOTO:O casal me procurou extremamente desgastado e brigando muito, apesar de se gostarem e sentirem muita atração (boa química), gostarem de muitas coisas parecidas (afinidade emocional),admirarem as profissões um do outro (afinidade intelectual)  algo nunca terminava bem e as brigas eram quase que diárias. Parecia que só o divórcio resolveria.

FATO: O casal tem uma base sólida para melhorar com a terapia, pois além de afinidade química,tem também admiração mútua e afinidade emocional. Parece simples, mas o problema é bem complexo já que a sensação de valor e realização pessoal a longo prazo está baseada na afinidade afetiva onde eles decididamente entram em conflito.

 

DISGNOSTICO : Caso clásiico de afinidades  emocional e intelectual, com desencontro de  afetiva (objetivos de vida)    Em resumo: enquanto o marido resiste a qualquer gasto extra  para comprar uma casa e se sentir seguro, ela quer  fazer viagens e ganhar experiências de vida,achando que a vida é muito curta. Os 2 estão frustrados e aborrecidos.

Hello: hora de ir para o consultório!! Terapia Integrativa neles!!!

Há clara necessidade de intervenção e aconselhamento pois uma nova estrutura de valores e planejamento de vida precisa ser desenhada a dois, com estímulos e concessões para viabilizar o relacionamento. Com amor, admiração, respeito e boa vontade acho que conseguiremos a médio prazo estabelecer metas que atendam aos anseios do casal .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *